triceps

Treinamento Eficiente ou Eficaz?

Crescimento e Desenvolvimento, Educação Física Comments (0)

É muito comum as pessoas tratarem os conceitos de eficiência e eficácia como sinônimos, no entanto são conceitos distintos mas que se relacionam diretamente – deve ser esse o motivo da confusão.

No treinamento de atletas ou no planejamento de aulas para alunos, o profissional de EDF e Esporte deve ter como ponto de partia esses conceitos pois através deles podemos verificar se o treinamento está de acordo com o objetivo

Eficiência em termos gerais é realizar mais com menos, ou fazer uma mesma tarefa de forma mais econômica. Eficácia tem haver com executar tarefas para atingir um objetivo determinado.
Por exemplo comprar um carro torna seu deslocamento mais eficiente, no entanto se seu objetivo é não ter dívidas, o carro não será eficaz. Melhorar seu tempo na maratona é se tornar eficiente (menos tempo para a mesma distância). Treinar força mas não conseguir melhorar no salto vertical, para um jogador de basquete, não é eficaz

Por que entender esses conceitos no treinamento ?

Porque aumentar a eficiência sem ser eficaz é o padrão geral da vida . A eficiência na nossa área acontece quando desenvolvemos as capacidades motoras (mais força, velocidade, resistência…). No entanto tratamos isso como um fim e nem sempre o aumento das capacidades motoras se traduz em eficácia.

Uma situação é atingir o máximo de desempenho, como no atletismo, em uma competição alvo. Quem trabalha em modalidades com campeonatos (coletivas por exemplo), pode querer manter o atleta saudável ao longo da competição, não necessitando de um desempenho muito superior ao que já se pratica. Devemos cuidar do erro de se ocupar somente com o aumento das capacidades motoras (apoiados na especificidade) mas que pode não ser eficaz – isso gera volume desnecessário de treino!

Vejo diversas discussões sobre métodos e novos exercícios, discussões essas que dizem respeito, no final das contas, em como aumentar a eficiência do corpo, sem no entanto levarem em consideração a eficácia do método.

Desde que comecei a refletir sobre esse tema, meu objetivo como treinador tem sido: Aumentar a Eficiência no Treinamento! – puxa agora confundiu tudo… rs . Explico!

Meu objetivo é obter ganho de desempenho com menos treinos (até porque 90% dos meus atletas tem entre 12-18 anos). Procuro montar os treinos buscando utilizar métodos de forma a minimizar a quantidade de solicitação física. Não estou com isso negando o foco em atingir o rendimento máximo, procuro apenas conseguir isso com o menor volume possível – e isso requer muito estudo e trabalho extra, pois é preciso constantemente pesquisar !

Qualquer que seja o método de treinamento que eu escolha para trabalhar deve ser eficiente na capacidade escolhida, mas só será eficaz se produzir o mesmo resultados com menor volume.

Um exemplo: é possível estimular hipertrofia fazendo 3 séries de 10 repetições (o modelo mais comum e usual) , porém 1 série com as repetições executadas de forma mais lenta também se obtém o mesmo grau, portanto opto pelo segundo em função de ser mais eficaz. (1)(2)

Trabalhei em 2007 com uma jogadora de vôlei profissional, vou publicar os dados desse treinamento num próximo artigo. O objetivo dela era ter mais força no salto (ela era meio de rede).

Utilizei por 6 semanas somete o treinamento de LPO com o menor volume necessário – ou seja poucas sessões e repetições, justamente o modelo que ensino no Curso Treinamento de Potência – sem usar mais nenhum outro método. Não queria mais volume de treinamento se eu sabia que conseguiria aumentar o salto dela somente com um método de treino. Claro que poderia aumentar a força máxima dela, além de trabalhar em conjunto com pliometria. No entanto o desempenho final não seria muito melhor, além do custo dela ter um maior volume de treino e ficar mais suscetível a lesões por repetição. O resultado final foi um aumento de 20% na altura do salto (resultado esperado pois estava de acordo com que já se verificou em estudos) com um benefício “extra” do aumento da resistência de saltos e maior tolerância a fadiga. O treinamento foi eficiente e eficaz.

Acredito que vale fazer periodicamente uma auto análise sobre seu modelo de treinamento. Que métodos você domina, quais métodos pode aprender e pra quem seria eficaz. Só incorporamos novos métodos quando sabemos exatamente o objetivo que buscamos como treinadores – e assim evoluímos como profissionais. Quando você prescreve um treino, ele está sendo eficaz?

Por João Coutinho

(1). Farthing JP, Chilibeck PD. The effects of eccentric and concentric training at different velocities on muscle hypertrophy. Eur J Appl Physiol. 2003 Aug;89(6):578-86. Epub 2003 May 17

(2) livro: Bases Científicas do Treinamento de Hipertrofia – Gentil, 2014 (kindle edition)

Pin It

» Crescimento e Desenvolvimento, Educação Física » Treinamento Eficiente ou Eficaz?
On 05/08/2014
By

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »